fale conosco

16 99162.6100

Notícias » Hepatites. Como se prevenir.

« VOLTAR


20/01/2015

O que é hepatite? 

A hepatite é uma inflamação no fígado. 


Tipos de hepatite. 

Pode ser de origem infecciosa, medicamentosa, autoimune, causada por uso de drogas e bebidas alcoólicas ou não apresentar causa definida. Entre as hepatites infecciosas, as de maior gravidade são as provocadas pelos vírus B e C, pois podem ter um curso crônico com indução da formação de tumores no fígado. 


Hepatite e Cirrose. 

As hepatites podem ser divididas em agudas e crônicas, ambas potencialmente graves. A hepatite aguda determina maior quantidade de sintomas para o paciente, podendo ser causada por infecção pelo vírus da hepatite A e abuso de medicamentos tóxicos para o fígado. É menos letal do que a hepatite crônica, causada por infecção pelos vírus B e C, uso de álcool e doença autoimune. A hepatite aguda pode ser fulminante. A hepatite crônica pode evoluir para cirrose, aumentando a gravidade dos sintomas apresentados pelo paciente e o risco de apresentarformação de tumores. 


Sintomas. Quando suspeitar de hepatite? 

- Pacientes com hepatites agudas podem apresentar, em dias ou semanas e persistindo por no máximo 6 meses, os seguintes sintomas:coloração amarelada da pele e dos olhos (icterícia), perda de apetite, mal-estar, náuseas, vômitos, febre e dor abdominal.

- Pacientes com hepatites crônicas são geralmente assintomáticos no início da doença e podem desenvolver os mesmos sintomas que os das hepatites agudas, porém com duração de mais de 6 meses. Quando evoluem para cirrose aparecem também outros sintomas como aumento do volume abdominal, presença de líquido abdominal (ascite), sangramentos, inchaço, etc. 

- Pessoas assintomáticas com história de uso de drogas injetáveis e de prática de relação sexual sem o uso de preservativos podem

ser portadores de hepatites infecciosas, devendo periodicamente ser submetidas a exames laboratoriais para detecção dos vírus causadores. 


Hepatite e Câncer 

O carcinoma hepatocelular ou hepatocarcinoma é tumor primário das células hepáticas, altamente associado a hepatite viral crônica e cirrose. São tumores malignos que, inicialmente, não causam sintomas, apresentarão sintomas apenas quando muito avançados, já sem possibilidade de cura ou de tratamento paliativo. As populações de risco devem ser submetidas a exames de imagem periódicos para a pesquisa do tumor, detecção e tratamento precoces. O tratamento dependerá do estágio da descoberta e incluem o transplante hepático, a ressecção cirúrgica, a ablação percutânea por radiofrequência, a crioablação, a quimioembolizaçãotransarterial e a terapia oral. 


Como prevenir? 

- Higiene: as hepatites agudas virais (principalmente causadas pelo vírus da hepatite A) são transmitidas pelo contato com alimentos contaminados ou secreção de pessoas contaminadas.

- Lave bem as mãos antes e após ir ao banheiro e antes de comer. 

- Lave bem os alimentos que serão consumidos crus e cozinhe bem os demais. 

- Evite consumo de alimentos de fontes desconhecidas. 

- Não entre em contato com secreções de pacientes sabidamente infectados. 

- Evite uso de medicamentos sem prescrição médica: algumas medicações são tóxicas para o fígado (hepatotóxicas) e seu uso indiscriminado podem levar à hepatite aguda. Consulte sempre um médicopara orientação a respeito de doenças, tratamentos e prescrição de medicamentos, se necessários, de modo consciente e seguro. 

- Pratique o sexo seguro: as hepatites virais que cronificam (B e C são as mais comuns) são transmitidas a partir de contato com sangueou secreções contaminadas. O ato sexual desprotegido permite a infecção por estes vírus, além de muitas outras doenças venéreas. Utilize sempre preservativos. 

- Não abuse de bebidas alcoólicas: o etilismo é causa de hepatites agudas, crônicas e cirrose. Além da inflamação causada no tecido hepático, tumores podem sergerados no fígado e em outros órgãos como boca, esôfago e estômago. Consulte seu médico sobre quantidades seguras de consumo de álcool de acordo com a sua saúde. 

- Não faça uso de drogas injetáveis e não compartilhe seringas. 

- Vacinação: vacinas contra os vírus da hepatite A e B já se encontram disponíveis. A vacina contra o vírus da hepatite A é indicada para crianças, que são o grupo de maior risco. A vacina contra o vírus da hepatite B é indicada para todas as faixas etárias. 


Como diagnosticar a infecção assintomática? 

Consulte seu médico. Exames laboratoriais devem ser realizados periodicamente para a detecção de infecção ativa ou prévia do vírus das hepatites B e C. Esses exames são Indicados para a população em geral, mas principalmente para pacientes de maior risco: usuários de droga injetável, história de transfusões sanguíneas,história de prática de sexo desprotegido e profissionais da área de saúde. Uma vez que alguma infecção seja diagnosticada, seu médico dará as orientações sobre as possibilidades de tratamento da infecção e iniciará o rastreamento de tumores hepáticos.

Fonte:
1. Cecil. Tratado de Medicina Interna. 24a Edição. Elsevier
2. FUNASA. Manual de Procedimentos para Vacinação. Ministério da Saúde